Olá, noivinhos e noivinhas!

Deixei vocês tensos, na sexta, com aquele último post? Espero que não e que vocês tenham aproveitado bastante esse sábado! Aqui no Rio, ficamos curtindo a “fresca”, na segurança do nosso apê alugado, dando um descanso para nossos pobres pezinhos, já tão cansados de andar à caça do imóvel “3Bs” (bom, bonito e barato, hehehe!)

Chega de papo-furado, vamos ao que interessa: 

Como já falamos aqui, os preços dos imóveis foram empurrados láááááá pra cima (se você não entendeu nada, clique aqui pra saber mais)

 

ESPERAR X COMPRAR LOGO:

Diante disso, temos três alternativas:

Alternativa 1: Mas, afinal, então, devo esperar para comprar minha humilde residência quando os preços caírem?

Alternativa 2: Ou será que os preços dos imóveis continuarão subindo mais ainda e o meu pezinho de meia vai acabar todo furado? Devo comprar logo, então?

Alternativa 3: Vou pedir ajuda aos universitários… 

Eu já imaginava que você iria perguntar isso… Eu também me pergunto. E acho que até os especialistas se perguntam também… Certeza da resposta, ninguém parece ter (até porque cada caso é único e deve ser analisado individualmente), mas existem algumas dicas a serem consideradas. Vê só comigo…

 

ARGUMENTOS PRÓ – “COMPRA LOGO!” 

Segundo Mauro Halfeld, professor e consultor de investimentos que escreve uma coluna super bacana e interativa na Revista Época, chamada “Nosso Dinheiro”, devemos levar em conta que:

  • Os preços não devem cair tão cedo. Eles podem continuar subindo, mesmo que em um ritmo menor, mas ainda superando o aumento dos salários e rendimentos do povão…

  • Para quem mora de aluguel, mas já sabe onde quer fincar raízes e já tem uma certa estabilidade, pode ser jogo comprar a casa própria financiada pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

  • Comprar um imóvel usado pode ser mais seguro (e mais barato). O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-SP), José Viana Neto, afirma que os usados podem chegar a custar a metade do preço dos novos. Também devem ser considerados os riscos inerentes à compra de um imóvel na planta e que, até receber as chaves, você teria que desembolsar uma grana para o aluguel…  Ou morar na casa da sogra! (Gente, contenham-se, nada de piada de sogra antes de casar, hein… rsrsrs!)

  • Deixar o boom imobiliário passar parece ser a aposta mais arriscada. Isso pode demorar demais e os preços podem subir tanto, que quando você achar que juntou dinheiro suficiente, o preço do imóvel que você estava paquerando já pode ter sido reajustado. O vice-presidente da Anefac, Miguel de Oliveira, também acredita que os preços devem continuar em alta, por causa da limitação na quantidade de ofertas.

 

ARGUMENTOS PRÓ – “ESPERA AÍ!”

  • O aumento do valor dos imóveis (principalmente, os de dois dormitórios – alvo da classe C) não supera o desconto da queda dos juros no preço final do financiamento. Então, toda essa facilidade de acesso ao crédito pode não compensar.

  • Quem pensa em comprar um imóvel, com o intuito de alugar e faturar um ‘faz-me-rir”, deve pensar duas vezes. O preço dos imóveis usados cresceu 50%, em São Paulo, no primeiro bimestre de 2010 (comparado ao mesmo período de 2009), de acordo com números da administradora de imóveis Lello. Porém, segundo o Sindicato da Habitação (Secovi-SP), o preço do aluguel não subiu na mesma proporção (que bom…). Subiu, apenas 10% em março de 2010 (em relação ao mesmo mês do ano anterior).

  • Se você não possui um saldo bancário suficiente para comprar uma casa à vista, será obrigado a financiar boa parte do valor do imóvel. Neste sentido, a recomendação é que você nunca comprometa mais de 20% de seu orçamento com as prestações do financiamento.  Caso contrário, você pode colocar suas finanças em risco.

  • Se você não é jogador de futebol. Se você não se candidatou a nada nessas eleições. Se você só sabe cantar no chuveiro e se seu rebolado não convence ninguém. Se você não herdou nada e não pretende dar um golpe do baú (pelo contrário! Hi, hi, hi!). Se seus pais mal dão conta das despesas deles e não podem te ajudar. Se você trabalha tanto e por isso, não tem tempo para ganhar dinheiro… A boa notícia: você não está sozinha (o)!!! A má notícia: você vai precisar juntar um bocado de grana e talvez precise aguardar o momento ideal para comprar a sua tão sonhada casinha…

 

PEDINDO AJUDA AOS UNIVERSITÁRIOS

Queridos, vocês sabem que eu não sou profissional dessa área, apenas uma curiosa que está passando pelo mesmo dilema de vocês. Se ainda sobrarem dúvidas sobre o que fazer, primeiro, peçam a Deus sabedoria e direcionamento. Sério, costuma funcionar comigo… Depois, conversem com pessoas próximas, com seus parentes, que tenham mais experiência e queiram dividi-la com vocês. Além disso, consultem especialistas.  Essa coluna do Mauro Halfeld, por exemplo, achei bem interessante, porque ele se propõe a responder as dúvidas dos pobres mortais, como nós… Então, que Deus nos dê bastante discernimento, paz no coração (e se possível, um pé de meia beeeem grandinho) para tomarmos a melhor decisão! Bom domingo, pessoal!

Ah… E qual dessas alternativas parece mais razoável para você? Divide com a gente a sua opinião…

 

Fontes:

Coluna Nosso Dinheiro, por Mauro Halfeld. Revista Época. Em 06/09/2010.

O aumento do valor dos imóveis supera a redução dos juros. Jornal da Tarde.

Crédito fácil encarece imóvel. Em 23/02/2010. Zap Imóveis, Jornal O Globo.

O preço do aluguel não subiu na mesma proporção que o valor de compra. Jornal da Tarde.