Olá, todas as minhas queridas e queridos!
Saudades de vocês e do bloguito! Tantas que nem consegui me abster de vir aqui compartilhar com vocês um dos momentos “pára tudo”do dia! Digo um dos, porque em Paris, esses momentos acontecem o tempo todo… Ora você se surpreende com um uma criança fofa correndo nos gramados perfeitos, ora com a Torre Eiffel teimando em aparecer numa esquina improvável (ela é quase onipresente em Paris…), ora com o colorido de uma feirinha de rua, ora com um magnífico Louboutin (ok, pula essa parte, que eu não tô podendo)…
Em nossas andanças por aqui, que em bom francês, podemos traduzir pelo verbo flâner (ou flanar, em bom tupiniquim, rsrsrs), dei de cara com algo que me fez dar a maior bandeira de turista! Pois bem, vínhamos flanando pelo belíssimo Champs de Mars, em direção à Torre Eiffel…
Champs de Mars: a melhor vista da Torre Eiffel

 

Fotinha vai, fotinha vem… Êpa? O que que é aquele pontinho branco lá longe, se destacando entre a multidão? Era uma noivinha (com o seu noivo figurante, claro, hihihi!), fazendo seu Trash the Dress, em plena segunda-feira!
Pontinho branco no Champs de Mars
Todos passavam indiferentes. Os parisienses, acostumados a ver cenas como essa, resmungavam para si: “C’est normal”, carregando seu pão francês debaixo do braço. Eu, lógico, dei uma disfarçada e fui disparando meus flashes… ok, não fui tão discreta assim… rsrsrs!
Detalhe: tomara-que-caia não cai assim tão bem quando se está fazendo três graus, com aquele vento enjoado batendo de ladinho… Tadinha…

 

Entre uma pose e outra, a assistente de fotografia cobria a noivinha com uma estola (que não devia adiantar de nada naquele frio da “muléstia!).
Já, o noivo, estava bem mais agasalhadinho… Até nisso os homens dão uma sorte… rsrsrs!
“Agora, faz um coraçãozinho pro tio tirar uma foto, faz…”, fala o fotógrafo japinha para seus conterrâneos…

 

PS: Para os que caíram de pára-quedas, eu (Ju) estou aproveitando minha sexta lua-de-mel com o Wagner! Funciona assim: a gente se mata de trabalhar o ano todinho, junta dim-dim e gasta tudo numa lua-de-mel, a cada ano, só pra recomeçar tudo no ano seguinte! Comemoramos 6 anos de casados em dezembro, então, o Wagner decidiu há uma semana, mais ou menos, me raptar, inspirado naquele post sobre macarons! Nos próximos dias, eu serei a correspondente especial do blog Minha Filha Vai Casar em terras gringas (que loosho!) e vou trazer (sempre que conseguir uma conexão BBB de Internet, hihihi…) dicas do mundo casamenteiro e de viagem pra vocês se inspirarem comigo!

Bisous, diretinho de Paris!

Imagens: Juliana Bonadiman