Sabe quando você encasqueta com uma coisa e não dá o braço a torcer de jeito nenhum? Pois é… Esse é o meu caso com as suculentas. Não me leve a mal! Eu tenho um monte delas no meu minijardim na área (desértica) do meu apartamento! Elas são singelas, resistentes e parecem não se incomodar com o calor. E elas emprestam um verde gracioso aos lugares mais inóspitos.
Mas, minha birra com elas começou de um tempo pra cá. Quando passei a vê-las com uma maior frequência nas decorações de casamentos! A princípio, eu torcia o nariz para essas plantinhas, afinal, elas continuavam a dever em esplendor às suas priminhas floridas e coloridas… E o que estavam aquelas espécies vegetais de segunda categoria fazendo em um evento tão nobre quanto um casamento, humpf!
No entanto, confesso, que, talvez por força da repetição, passei a encará-las com mais simpatia, admitindo que, em determinadas circunstâncias, elas poderiam até pegar um pouco do charme emprestado de outras plantas mais nobres e fazer um contra-ponto interessante a espécies mais delicadas…
Ah… Nessas fotos abaixo, elas estão até bonitinhas, vai?
erica52

erica29
Fotos Stephanie Williams
Via Sunday Suppers
Via Yes, Please
Via In Bloom Event Design
Via Earthly Affair
la partie diy centerpieces
Via Style Me Pretty
Cake
Flowers of the Week
Via Luna and Chloe Weddings
Via Raina Dawn Events
Via Style Me Pretty
Via Snipet and Ink
Foto: Erin Hearts Court
Via Style Me Pretty
Via The Sweetest Occasion

 

Bem, continuo não sendo muito amiga das suculentas na decoração de buquês, cabelos, lapelas, ou mesmo de bolos, hehehe!  Mas, preciso admitir que essas plantinhas podem ficar bem interessantes em algumas composições de arranjos florais. Meio que fazendo um estilo hi-lo… Aqui, eu pego uma expressão emprestada da Moda, que se refere aos termos high e low, quando se busca combinar peças mais luxuosas com peças mais básicas, dando origem a uma miscelânea fashion. O efeito na Moda dá certo! Então, também pode dar certo na décor, não é mesmo?